quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Empresário de Marco, com quatro empresas em Camocim recebe título de cidadão camocinense

O empresário Carlos César Sousa, que comanda as empresas Aço e Ferro, dois empreendimento hoteleiro (Hotel Hanna) e a Super gás Brás será um dos homenageados com a comenda de título de cidadão honorífico de Camocim pela Câmara de Vereadores do município. 

A indicação foi do Vereador César Veras (PDT) e foi aprovada no plenário da Câmara, por unanimidade. 

O homenageado é natural da cidade de Marco-CE e o título refere-se aos relevantes serviços prestados em prol da municipalidade; destacando o empreendedorismo e a geração de empregos na cidade. 

César, é mais um empreendedor vindo de outra cidade, que desenvolve Camocim com trabalho e talento.


André Martins/foto reprodução

Plenário da Câmara rejeita pedido de cassação da Prefeita de Camocim

O plenário da Câmara de Vereadores de Camocim arquivou pedido de cassação da prefeita de Camocim, Mônica Aguiar, por 8 votos da bancada do governo contra apenas 3 da oposição. A peça foi lida na íntegra pela segunda secretária da casa, Lúcia Melo. 

A denuncia foi apresentada a mesa diretora da Câmara pelo cidadão Wagner Monteiro e diz respeito aos desvios financeiros ocorridos na Prefeitura de Camocim. O autor responsabiliza o ex-tesoureiro Felipe Veras e a gestora municipal, Mônica Aguiar, por "infração politico-administrativa".

O vereador Marcos Coelho (PSDB) votou a favor da admissibilidade e defendeu a prerrogativa do parlamento municipal de fiscalizar os atos do poder executivo como tarefa precípua do legislativo. 

O líder do Governo contrapôs o colega e orientou a bancada do Governo para votar contra a peça acusatória.  

André Martins

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Sancionada lei que determina que bancos tenham vigilantes 24 horas


O governador Camilo Santana (PT) sancionou lei que obriga os bancos a manter vigilantes 24 horas nas agências, inclusive em fins de semana e feriados. Publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda-feira, 10, três dias depois da tentativa de assalto que deixou 14 mortos em Milagres, a decisão é criticada por representante dos bancos e sindicato dos vigilantes. A regulamentação deve ser feita em até 90 dias.

O texto da lei número 16.692/2018 determina que as agências devem construir cabines blindadas, de dois metros de altura, em que os vigilantes possam proteger-se dentro do banco. Ainda prevê que as unidades contem com "botão do pânico" e telefone para acionamento da Polícia, além de dispositivo que "acione sirene de alto volume". Em caso de descumprimento, o banco pode ser advertido ou multado e interditado, em caso de reincidências.

Via Opovo

Ibama apreende mais de uma tonelada de pescado ilegal em Camocim e outras quatro cidades do litoral do Ceará

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), deflagrou uma operação em combate à pesca ilegal e a comercialização indevida de pescados. A ação, executada nos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte entre os dias 2 e 9 de dezembro, apreendeu mais de uma tonelada de pescado ilegal.

A fase estadual da Operação Panulirus, encerrada no domingo, 9, percorreu os municípios cearenses de Acaraú, Cruz, Jijoca de Jericoacoara, Torrões (Itarema) e Camocim.
A ação resultou em 20 autos de infração, R$ 195 mil em multas, a apreensão de mais de uma tonelada de pescado, 800 metros de rede de pesca proibida e materiais para pesca.

O pescado apreendido se divide em: 600kg de polvo; 200kg de lagosta; e 250kg de pescado (peixes em geral). Os 450kg de lagosta e peixes apreendidos foram doados ao Hospital de Acaraú. Os 600kg de polvo foram doados ao campus de Acaraú do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará.

Jornal Opovo

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Chuvas deixam semáforo da 24 de Maio sem funcionar em Camocim

Choveu com intensidade moderada na tarde desta terça-feira, 11, na zona urbana de Camocim. O volume foi suficiente para interromper o funcionamento do semáforo do cruzamento das ruas 24 de Maio com Alcindo Rocha. 

Com o equipamento sem funcionar, o tráfego de veículos pelo trecho ocorre de forma desordenada. 

É necessário prudência. 

André Martins

Prefeito de Beberibe, aliado de Sério Aguiar é afastado do cargo por 90 dias

O plenário da Câmara Municipal de Beberibe decretou, nesta segunda-feira (10), o afastamento do prefeito Padre Pedro da Cunha (PSD), por um prazo de até 90 dias,  por possíveis crimes de responsabilidade. Com a decisão (11 votos a 2), o vice Tharsio Facó (PPS) assumiu o comando do município.
Em entrevista ao Sistema Verdes Mares, após a decisão dos vereadores, Cunha afirmou que vai se reunir com advogados nesta terça-feira (11) para avaliar a situação. "Amanhã eu estou com os advogados,  e eles darão alguma notícia".
A 9ª Sessão Extraordinária da 2ª Sessão Legislativa da 18ª Legislatura tratou especificamente do Processo de Cassação de Mandato PCM n° 2/2018, para apreciação do recebimento da denúncia por parte dos Vereadores, apresentada por Armando Sombra Bonfim e Fabiano Rocha Sousa, sobre "possíveis desvios de conduta na gestão do Erário municipal". 
Cunha enfrenta uma série de denúncias em Beberibe, como o atraso em três meses do salário de servidores, acúmulo de lixo na cidade e teve uma licitação anulada por várias irregularidades no processo.

Procurado pela reportagem no último dia 6 de dezembro, o prefeito afirmou se tratar de uma perseguição política. "Querem tomar o poder de qualquer jeito. Dizem que estão pensando no município, mas não estão". 

Diário do Nordeste

Senado vota dois projetos de proteção aos animais nesta terça

Já está incluída na ordem do dia de terça-feira (11), com regime de urgência, a votação de projetos do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e do deputado Ricardo Izar (PP-SP) que modificam a legislação brasileira, visando dar maior proteção e dignidade aos animais em suas interações com os seres humanos.
As duas propostas tramitam juntas. Em linhas gerais, o projeto de Randolfe determina uma multa, que pode chegar a mil salários mínimos, para estabelecimentos comerciais que de alguma forma maltratem ou abusem de animais (PLS 470/2018). Nestes casos, os abusadores também podem pegar até 3 anos de cadeia, além de arcarem com uma multa a ser determinada em processo judicial.
Já a proposta de Izar estabelece um regime jurídico especial aos animais, devendo com isso gozar e obter tutela jurisdicional em caso de violações de direitos. Com esse mecanismo, o Ministério Público passará a poder abrir processos investigatórios para garantir a proteção dos direitos de animais (PLC 27/2018).

Do Diário do Nordeste

MPF pede cassação de Sérgio Aguiar candidato à presidência da Assembleia

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) entrou com pedido de cassação do deputado estadual Sérgio Aguiar (PDT), pré-candidato à presidência da Assembleia Legislativa. Em representação na Justiça Eleitoral, o parlamentar é acusado de ter se beneficiado eleitoralmente de contratações temporárias feitas neste ano pela Prefeitura de Camocim, berço político de Aguiar.

Na ação, a gestão da prefeita Mônica Aguiar (PDT) - esposa de Sérgio - é acusada de aumentar "vertiginosamente" o número de contratos temporários neste ano, havendo ainda indícios de que estes servidores teriam sido constrangidos a colaborar com a campanha do deputado. Em um dos casos, número de professores temporários cresceu mais de dez vezes em dois meses.

"Também servem de indícios para a prática de conduta vedada a curta duração dos contratos celebrados, com início nos meses de julho/agosto de 2018 e encerramento previsto para dezembro, pouco tempo após o encerramento das eleições", diz a ação, que destaca que as contratações muitas vezes abasteciam programas com caráter "eleitoreiro".

Na ação, o procurador eleitoral auxiliar do Ceará, Samuel Arruda, pede que o parlamentar tenha o diploma de deputado cassado e fique inelegível até 2026, além de multa em até R$ 393 mil. Caso o julgamento ocorra antes da diplomação, marcada para ocorrer entre 15 e 19 de dezembro, o MPF pede que seja cassado o registro de candidatura de Aguiar.

Em entrevista ao O POVO, o deputado Sérgio Aguiar afirmou que a denúncia que baseou a representação tem motivação "política" e foi movida por membros da oposição da cidade, liderada pelo ex-prefeito Chico Vaulino. Segundo ele, as contratações registradas neste ano não tinham "viés político" e seguiam leis aprovadas pela Câmara Municipal de Camocim.

Ele rejeita ainda que as contratações tenham tido impacto na eleição, destacando que tem recebido votações crescentes em Camocim desde 2006, quando foi eleito para a Assembleia pela 1ª vez. Na eleição deste ano, Aguiar foi o 3º deputado estadual mais votado do Ceará, com mais de 100,9 mil votos. "Não tenho nenhuma preocupação com essa acusação".

O MPF, no entanto, destaca o impacto da votação de Sérgio Aguiar em Camocim em sua eleição. Disputando com mais de 600 opções de deputados estaduais, o parlamentar conseguiu lá mais de 17,2 mil votos, 54% de todos os votos do município. "É possível constatar que o ilícito resultou em desequilíbrio entre os concorrentes", afirma a matéria.

Além da cassação de Sérgio Aguiar, o MPF pede ainda que a prefeita de Camocim seja condenada a pagar multa de R$ 393 mil. A representação segue denúncia de quatro vereadores de Camocim, Juliano Abreu Cruz, Júlio Cesar Sotero, Edvanilson Oliveira de Sousa e Ismael Jorge Gomes, apresentada ao órgão. (colaborou Carlos Holanda, especial para O POVO)

Fonte: OPovo

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Ex-tesoureiro Felipe não é localizado e prefeita de Camocim será chamada a depor

O ex-tesoureiro da prefeitura de Camocim, Felipe Araújo Veras, não compareceu ao depoimento na Promotoria de Justiça local, marcado para ontem. Foi ele o servidor que transferiu R$ 552 mil de verbas do tesouro municipal para golpistas que teriam clonado o celular da prefeita da cidade, Mônica Aguiar (PDT). Na próxima semana, a gestora será convocada para também dar explicações ao Ministério Público (MP) sobre o caso.
Veras não foi localizado para a intimação. O ex-programador financeiro não é visto em Camocim desde a manhã de quarta-feira, segundo as  informações obtidas pela promotoria. Ele iria esclarecer por que fez as cinco transferências bancárias acatando apenas orientações recebidas via WhatsApp - o que quebra regras de liberação de verbas públicas.
  
As mensagens pedindo as movimentações abasteceram três contas dos bancos Inter, Banco do Brasil e Caixa Econômica sediadas em São Luís, no Maranhão, confirme O POVO mostrou em reportagem nas últimas terça e quarta-feira. O golpe aconteceu na tarde da sexta-feira da semana passada, dia 30. Só teria sido percebido momentos depois das transações. No dia seguinte, foi narrado num Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), em Fortaleza.
  
O promotor de Justiça de Camocim, Evânio Mota Filho, remarcou o depoimento do ex-tesoureiro para a próxima semana. Ele também reagendou a oitiva da chefe de gabinete da prefeita, Betinha Magalhães, que também seria ontem. Considerou que o depoimento de Veras é prioridade para entendimento dos fatos. 
  
O MP quer ter acesso a documentos que comprovem se as contas no Maranhão tiveram os repasses bloqueados. Apenas na tarde de domingo, a procuradoria de Camocim obteve liminar ordenando o bloqueio das transferências. A documentação era esperada para os depoimentos de ontem, mas não foram apresentados. 
  
Ontem, o vereador Francisco Vaguinho Monteiro apresentou na Câmara Municipal a denúncia de infração político-administrativa e formalizou o pedido de cassação do mandato da prefeita Mônica Aguiar. Hoje pela manhã, o promotor Evânio Mota Filho terá reunião na sede da Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (Procap), em Fortaleza, para discutir o caso.

No Jornal O Povo

Vereador Erasmo se abstêm de eleição para Presidência da Câmara e viaja a Brasília

O vereador Erasmo Gomes (PSL) líder da bancada de oposição na Câmara, anunciou que irá se ausentar da sessão que elegerá a nova composição da mesa diretora da casa legislativa de Camocim, agendada para esta segunda-feira, 10, pela amanhã. 

O parlamentar do PSL, partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou que vai ao um compromisso em Brasília. O anúncio foi feito pelo próprio parlamentar em vídeo publicado no Facebook. 

Sobre a disputa das duas chapas a presidência representada pelos vereadores César Verás (Governo) e Oliveira da Pesqueira (Oposição), Erasmo afirmou que vai se abster da votação por critério de ideologia partidária, excluindo-se da missão de somar forças com sua bancada de oposição na Casa legislativa. A decisão do vereador encontrou inconformismos. 

André Martins

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Atraso na inauguração de Mercantil em Camocim frusta expectativas de candidatos a vagas

No último dia 23 de maio do corrente ano, camocinenses interessados em ocupar vagas de emprego no novo Mercantil Onofre que foi construído na cidade, foram convocados a deixar currículos com promessa de seleção rápida na empresa. 

Com a oferta de cerca de 32 vagas de empregos diretos, uma multidão de pessoas compareceram interessadas nas mesmas. Todos na expectativa de que o empreendimento comercial inauguraria entre os meses de junho e julho. Porém, após 3 agendamentos de datas, somam sete meses de espera de respostas. 

Na esteira do atraso, começam a surgir especulações em torno da referida inauguração do Mercantil. Uma interferência direta do Governo municipal dificultando a concessão de licenças para funcionar pode está entre as hipóteses realistas. Segundo consta, agentes políticos reivindicaram, em troca das licenças, indicação para vagas de trabalho na empresa. 

Até o presente momento, para quem tinha pressa em funcionar na cidade, o Mercantil Onofre não agendou data para o início das operações. Enquanto isso, leitores deste Blog, que acompanharam a informação da abertura da seleção, querem saber: qual o real motivo do atraso da inauguração do Mercantil Onofre? A seleção foi mesmo realizada? 

André Martins

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Morre a camocinense Luciana Feitosa vítima de câncer aos 43 anos de idade

Faleceu às 12:50 horas desta quinta-feira, 06, a camocinense Luciana Feitosa de 43 anos vítima de câncer, no Instituto do Câncer em Fortaleza. A informação foi repassada pela família a nossa redação. 

A luta contra a doença durou vários anos na vida de Luciana e mobilizou toda a família e uma rede amigos em apoio e oração pela saúde da camocinense que se tornou exemplo de fé e garra. 

Descanse em paz, Luciana. Sua batalha aqui na terra terminou. Aos familiares, o nosso mais sincero sentimento de solidariedade. 

André Martins/Foto reprodução