quinta-feira, 24 de março de 2016

Governo aumenta em 50% o rombo nas contas públicas em dois meses

Em menos de dois meses, o governo teve de aumentar em cerca de 50% o rombo nas contas públicas, anunciado em fevereiro. O buraco pulou de R$ 60 bilhões para R$ 96,6 bilhões. O Ministério da Fazenda justificou o rombo dizendo que um corte maior nos gastos poderia frear ainda mais a economia.
O rombo vai ser grande: R$ 96 bilhões, nos cálculos do governo, o equivalente a 1,5% de tudo que é produzido no país. Segundo o ministro da Fazenda, buscar a meta superávit fixada no Orçamento pode esfriar ainda mais a economia.
Esse vai ser o terceiro ano de déficit e o resultado deve ser ainda pior do que no ano passado, se você pensar que nas contas de 2015 pesaram o pagamento de mais de R$ 50 bilhões das pedaladas fiscais. É um sinal da dificuldade que o país enfrenta para equilibrar o orçamento.

O anúncio que o déficit público vai ser bem maior que o esperado se somou a outras notícias complicadas para o mercado financeiro. O governo já fala em índice de inflação mais alto que o esperado e a previsão do PIB é de uma queda ainda maior. 

Via H1

Nenhum comentário:

Postar um comentário