segunda-feira, 30 de maio de 2016

Após gravações, ministro da transparência decide sair do cargo

O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, pediu demissão do governo Michel Temer. A decisão foi anunciada em uma carta enviada na noite desta segunda (30), após conversa com o presidente interino. Em telefonema, feito à tarde, Temer disse ter confiança no ministro e minimizou a gravação divulgada no domingo (29), em que Silveira aparece orientando investigados pela Operação Lava Jato enquanto era conselheiro do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Temer, contudo, deixou o ministro à vontade para tomar a decisão que julgar melhor. Segundo a reportagem apurou, o ministro ficou preocupo com a reação dos funcionários públicos da pasta, que fizeram protestos nesta segunda-feira (30) pela sua saída e colocaram os cargos à disposição.


Os áudios foram exibidos pelo programa Fantástico, da TV Globo, neste domingo (29). Em uma das gravações, após Machado criticar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Silveira disse: "Eles estão perdidos nessa questão [da Lava Jato]".

Via D.N

Nenhum comentário:

Postar um comentário