quinta-feira, 8 de setembro de 2016

ATO CONTRA O GOVERNO DE MICHEL TEMER EM FORTALEZA TERMINA EM TUMULTO

Um ato contra o governo do presidente Michel Temer e a favor da democracia reuniu milhares de pessoas na Beira-Mar de Fortaleza na tarde desta quarta-feira (7). O grupo iniciou a concentração às 16h na Estátua de Iracema e, às 17h, foi em caminhada até as proximidades do Anfiteatro da Avenida Beira-Mar. Após o protesto, quando os participantes começavam a dispersar, houve confusão com policiais.
A manifestação ocorria de forma pacífica até o momento de dispersão dos participantes, por volta das 19h, no momento em que cerca de seis viaturas da Polícia Militar chegaram ao local. Os policiais arremessaram bombas de efeito moral e spray de pimenta para separar o grupo. Pelo menos quatro pessoas se feriram com os estilhaços das bombas. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para socorrer um dos feridos, que teve a perna atingida. 
Os manifestantes reagiram com gritos questionando a ação e pedindo o fim da corporação. Após a confusão, participantes relataram que iriam fazer boletim de ocorrência sobre o ocorrido.  
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) afirmou que a ação policial ao final da manifestação ocorreu "após pedras terem sido atiradas em uma viatura". Segundo a Secretaria, foram utilizadas munições menos letais para dispersar o grupo. O órgão disse, ainda, que houve atos de vandalismo durante o protesto, com pessoas "provavelmente infiltradas" pichando e quebrando fachadas. De acordo com a SSPDS, possíveis excessos por parte de policiais serão apurados. 
A Defensoria Pública do Ceará emitiu nota repudiando o tumulto causado pela ação da PM e afirmou que abrirá procedimento na Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública pedindo a apuração dos fatos. 

Fonte: D.N
Foto: Kid Junior


Nenhum comentário:

Postar um comentário