segunda-feira, 12 de setembro de 2016

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL SE MANIFESTA PELO INDEFERIMENTO DA CANDIDATURA DE MÔNICA AGUIAR (PDT) EM CAMOCIM

O Ministério Público Eleitoral, representado pelo promotor da 32ª Zona Eleitoral, Evânio Pereira de Matos Filho, manifestou-se no início desta semanapelo indeferimento do registro de candidatura de Mônica Gomes Aguiar, ao cargo de prefeita de Camocim, nas eleições de 02 outubro de 2016.

O registro protocolado, datado do dia 11 de setembro domingo, foi iniciado "para efeito do enquadramento da inelegibilidade prevista na alínea g do Inciso I, do art. 1° da lei das inelegibilidades (Lei Complementar n° 64/1990)." 

Caberá ao juiz da 32ª Zona Eleitoral, em tempo hábil, acatar o posicionamento da promotoria eleitoral. O pedido de impugnação partiu inicialmente da coligação "A esperança do Povo vai vencer de novo".

Lembrando que a candidata que representa a chapa majoritária da coligação acima citada, Euvaldete Ferro (PMDB), teve uma ação semelhante contra seu registro de candidatura com base na lei da ficha limpa.

As decisões quanto aos dois candidatos seguirem na disputa, continuam na esfera jurídica, neste momento.

Foto: Reprodução/Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário