terça-feira, 13 de setembro de 2016

POR CONSEQUÊNCIA DA GREVE, FALTA DINHEIRO NA AGÊNCIA DO BRADESCO EM CAMOCIM

A greve dos bancos que se arrasta pelo sétimo dia em todo Brasil já deixa um rastro de transtorno e prejuízos a população que utiliza os serviços das agencias, especialmente as cidades do interior que contam com um aporte menor de capital nas agências. É o caso de Camocim que conta com duas agências em grave: Banco do Brasil e Caixa. 

Como consequência do movimento grevista, iniciado na terça-feira (06), começa a faltar dinheiro nos caixas de autoatendimento das agências, até mesmo no Bradesco que não aderiu a greve em Camocim, isto porque o Banco do Brasil, é o responsável por abastecer as demais agências bancárias que se encontram parcialmente paralisadas, segundo norma do Banco Central. Sendo assim correntistas, aposentados e funcionários que recebem pelo Bradesco de Camocim continuam tendo dificuldades de sacar valores nos caixas eletrônicos. 
Os clientes por sua vez, reclamam da falta de profissionais para ajudar os clientes durante a paralisação. Lotada pelo período da manhã, a sede da instituição, localizada na rua José Maria Veras acumula filas numerosas.
Os caixas de autoatendimento dos bancos são utilizados como alternativa para pagamentos, transferências, consulta de saldo e saques.    


Em seu sétimo dia, a greve dos bancários do Ceará já fechou 327 das 560 agências existentes no Estado, somando quase 60% de adesão, diz o Sindicato dos Bancários do Ceará (Seeb-CE).

No Brasil, 11.531 agências e 48 centros administrativos estão paralisados. Hoje, os bancários e a Fenaban se reúnem novamente para tentar um acordo.

Foto: André Martins  

Nenhum comentário:

Postar um comentário