quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Ciro Gomes: Senadores do PDT traíram partido ao votar a favor da PEC 55

O ex-ministro do governo Lula e provável pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, divulgou nota nesta quarta-feira, 14, onde afirma que a bancada de seu partido “traiu a confiança e orientação” da legenda ao votar a favor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que congela gastos públicos pelos próximos 20 anos. Ele afirmou ainda acreditar na confiança no presidente Carlos Lupi e na executiva nacional do partido, “que deliberará em breve sobre como reagir a esta posição da bancada”.
A PEC 55 foi aprovada nesta terça-feira, 13, em segundo turno, pelo Senado Federal e seguiu para promulgação. A proposta foi aprovada por 53 votos a 16, sendo que todos os três senadores do PDT votaram a favor: Lasier Martins (RS), Pastor Valadares (RO) e Telmário Mota (RR).

Na noite desta terça (13), o presidente nacional do partido Carlos Lupi já havia divulgado nota onde lamentava o encaminhamento dos senadores. “É importante ressaltar que a decisão da bancada não representa os princípios do Partido Democrático Trabalhista, muito menos sua luta em favor dos menos favorecidos”, disse. “Adiantamos ainda que já foi iniciado um estudo, junto à Consultoria Jurídica do PDT, de uma medida jurídica para comprovar a inconstitucionalidade da matéria, que claramente, retira direitos da população que garantem acesso à Saúde e Educação públicas de qualidade”, completou Lupi.

(Revista Fórum)

Nenhum comentário:

Postar um comentário