segunda-feira, 20 de março de 2017

Camocim será contemplado com recursos do Governo do Ceará para agricultores familiares

As vozes que exclamaram "viva a São José" no assentamento Lagoa do Mineiro, em Itarema, celebraram também a certeza de boas novas para o trabalho no campo. Neste sábado (18), véspera do dia do padroeiro do Ceará, o governador Camilo Santana visitou os agricultores familiares  no município do Vale do Acaraú para assinar autorizar investimentos em projetos produtivos, de água, assistência técnica e mapeamento do solo em todo o Estado.

O investimento será aplicado no Projeto São José III e, em 2017,  entra para a história da gestão estadual como o maior recurso já liberado para projetos produtivos no Ceará: R$ 93 milhões dos R$ 158 milhões que vão beneficiar cerca de 20 mil famílias de 101 cidades cearenses.
Itarema foi a primeira das três cidades que receberão eventos para a distribuição dos investimentos para os agricultores cearenses. Crateús, neste sábado, e Chorozinho, no domingo de São José (19), completam o lançamento dos recursos. Na solenidade para os itaremenses, foi entregue simbolicamente  uma quantia superior a R$ 24,7 milhões. O valor contemplará ações em Itarema e outros municípios da região - Acaraú, Amontada, Itapipoca, Morrinhos, Trairi, Camocim, Ibiapina, Marco, Massapê, Meruoca, Miraíma, Moraújo, Sobral e Tururu.

Responsável por entregar os Termos de Fomento para os beneficiários, o governador Camilo Santana conversou com moradores do assentamento, participou do plantio de mudas e destacou a importância da ação co Governo do Ceará em liberar investimentos de grande porte para fortalecer o desenvolvimento agrário nos municípios do Estado.

"É uma alegria estar hoje no assentamento na Lagoa do Mineiro para um dia tão especial. Às vésperas do Dia de São José, padroeiro do nosso Estado, estamos autorizando e liberando uma série de recursos e projetos produtivos para os agricultores. Só aqui na Lagoa do Mineiro, por exemplo, nós liberamos R$ 4,6 milhões para agroindústria de mandiocultura, o que vai possibilitar mais emprego, mais oportunidades para as pessoas na região", revelou.

Aplicação dos recursos

Os R$ 158 milhões investidos pelo governo se dividem da seguinte forma: R$ 148 milhões para projetos produtivos, assistência técnica e projetos de água, somados a R$ 10 milhões que serão investidos no Mapeamento de Solo do Ceará, realização que contará com o apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Nesta parte do Projeto São José III, estão em fase de elaboração os projetos e planos de negócio para melhoramento de áreas, unidade de beneficiamento de unidade de castanha de caju, unidade de produção de aves, aquisição de novas variedades de adubação, plantio de novas áreas, aquisição de máquinas e equipamentos, construção de casa de farinha, investimento em suporte forrageiro, construção de centro de pesca artesanal, dentre outras atividades ligadas ao trabalho na zona do campo.

Com o trabalho de mapeamento do solo, serão amadurecidos estudos para indicar aptidão das terras para atividades agrícolas, delimitando com mais precisão o zoneamento de agricultura.

As pesquisas vão identificar a melhor época de plantio e as culturas mais apropriadas minimizando, assim, distorções e proporcionando condições para impulsionar o desenvolvimento do Ceará através da possibilidade de sua utilização para fomentar políticas públicas intersetorialmente.


(Governo do Estado do Ceará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário