segunda-feira, 20 de março de 2017

Camocinenses terão reajuste no preço do gás de cozinha a partir de amanhã 21/03

A Petrobras anunciou aumento no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o conhecido gás de cozinha, na noite da última sexta-feira (17). A alta será apenas sobre os botijões de 13 quilos e chega a 9,8%, começando a vigorar nesta terça-feira (21). Outros vasilhames maiores e o gás vendido a granel, para a indústria, não terão mudança de preços pela estatal. Este foi o primeiro aumento no produto feito pela Petrobras em 18 meses.
De acordo com a companhia, se o repasse for integral, o preço do produto na revenda subirá 3,1%, ou R$ 1,76 por botijão - isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos. Em nota enviada à imprensa, a companhia reforçou que ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados pela Petrobras sem incidência de tributos.

A empresa destaca ainda que o último reajuste feito por ela ocorreu em 1º de setembro de 2015. Na ocasião, a alta foi de 11%. O preço do gás de botijão permaneceu congelado entre 2002 e 2015, como parte de uma política do governo federal para controlar a inflação. A Petrobras domina praticamente 100% do abastecimento do insumo em todo o Brasil e detém 24% do valor de cada botijão comercializado no País. A especulação sobre o reajuste do botijão de gás de cozinha meses atrás já despertava preocupação pelas empresas do setor, que dependem do fornecimento da Petrobras.

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário