sábado, 11 de março de 2017

Em sessão acalorada, Câmara autoriza contratação de funcionário temporários pela prefeitura de Camocim

A maioria dos 09 vereadores da base governista votaram a favor aprovando o projeto de Lei 04/2017 de autoria do executivo municipal de Camocim, que dispõe sobre a contratação de funcionários temporários com objetivo de atender a necessidade de excepcional interesse público dos órgãos da Administração Pública Municipal direta e indireta.

Todos os 14 vereadores, mais o presidente da Câmara, Kleber Veras (PDT), compareceram a sessão que deu início as 17hs. 

O vereador da bancada de oposição, Marcos Coelho (PSDB), criticou a proposta do governo classificando-a como "inconstitucional, ilegal e que, segundo ele, foge totalmente aos princípios mínimos basilares da administração pública." O parlamentar foi duramente hostilizado pela maioria do público presente na sessão, e, completou sua fala usando a tribuna, dizendo: eu não estou preocupado em razão desta sala esta lotada, porque lá fora tem 71 mil pessoas que habitam Camocim e que tem o mesmo direito de serem contratados pelo município e não serem privilegiados porque a prefeita deseja colocar alguém de acordo com suas promessas políticas.  

Os demais vereadores de situação contrapuseram o colega Marcos, ressaltando o caráter constitucional e urgente da proposta do governo. 

Votaram contrários ao projeto de lei 04/2017: Erasmo Gomes (PR), Marcos Coelho (PSDB), Juliano Cruz (PSD), Ricardo Vasconcelos (PSD) e Júlio César Sotero (PSD). Todos de oposição.

A projeto vai a sanção da prefeita Mônica Aguiar (PDT).

Nenhum comentário:

Postar um comentário