sexta-feira, 7 de abril de 2017

Ceará tem melhor situação fiscal, segundo Firjan

Ao garantir 11,1% da receita líquida estadual para investimentos, o Ceará conquistou a primeira colocação no ranking da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), que anualmente analisa cinco indicadores das contas públicas de todos os estados brasileiros. Além disso, o governo cearense garantiu-se abaixo dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade fiscal (LRF), ao destinar 49,3% da receita líquida de 2016 para o gasto com pessoal e 44% para as dívidas. Assim, o Ceará figurou como o estado com melhor situação fiscal do Brasil, segundo a Firjan.
"Ficamos à frente de estados ricos, como São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo. Mesmo com todas as dificuldades financeiras, o estudo mostra que estamos no caminho certo. Nossa ideia é manter o ritmo de investimentos, sempre com muita responsabilidade, para que o Ceará possa gerar mais emprego e renda e siga no caminho do crescimento", festejou o governador Camilo Santana em publicação feita na tarde ontem no perfil dele em uma rede social.
Abaixo das palavras, Camilo destacou os indicadores cearenses, os quais também mostram que a dívida consolidada líquida do Ceará em 2016 responde por 44% da receita líquida do governo, número bem abaixo do limite de endividamento que consta na LRF, de 200% da receita líquida. Caso o Estado ultrapasse esse percentual, fica impedido de fazer novos financiamentos enquanto o quadro permanecer desta forma.

O dados foram noticiados com exclusividade no Estado, na última quarta-feira (5), pelo Diário do Nordeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário