terça-feira, 11 de abril de 2017

Engravidar já estando grávida – é um fenômeno raro, mas pode acontecer

Seria possível engravidar estando grávida? A resposta da ciência é sim. Trata-se de um fenômeno raro relacionado à ovulação. Naturalmente, a mulher ovula uma vez ao mês, mas há casos de mulheres que ovulam mais de uma vez e que podem engravidar mesmo já estando em uma gestação.

Uma mulher pode liberar dois óvulos de um mesmo ovário ou um de cada um e se esses dois óvulos forem fecundados pode haver uma gestação de gêmeos diferentes. Mas o que também pode ocorrer é um óvulo ser fecundado e dias depois ocorrer a  liberação de outro óvulo que também pode ser fecundado, gerando duas gestações diferentes com fetos com idade gestacional diferente.

Este é um fenômeno também conhecido como superfetação. Kate Hill, australiana, foi alvo de atenção por dar à luz a duas crianças geradas em tempos diferentes apesar de uma única relação sexual. Kate sofria da SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos) e, para engravidar, foi submetida a tratamento para o estímulo da ovulação.

O site Trocando Fraldas sobre maternidade, esclarece que algumas mulheres podem ter ovulação precoce, que é quando após 8 ou 10 dias depois da menstruação, a mulher libera um óvulo maduro. Esse fenômeno pode estar ligado a fatores como: estresse, má alimentação, tabagismo, álcool, alterações bruscas no estilo de vida, entre outros.

Geralmente o fenômeno da superfetação pode ter relação com algum estímulo por meio de medicamentos indutores da fertilidade, como no caso da australiana Kate Hill, mas também pode ocorrer naturalmente por um funcionamento atípico do corpo feminino.

Em casos raros como este, a gestação requererá maiores cuidados, em intervalos de dias curtos, geralmente é indicado o parto cesáreo.

Informações da Jornalista Daiana Barasa 

Nenhum comentário:

Postar um comentário