quarta-feira, 10 de maio de 2017

Camocim poderá ter serviços da Policlínica e CEO-R suspensos caso não assine rateio de despesas do CPSMCAM

De acordo com nota divulgada pelo Presidente do Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim, Francisco Fontenele Jr, a Prefeita Mônica Aguiar de Camocim, município integrante do referido consorcio público se recusou a assinar o contrato de rateio das despesas pertinentes ao funcionamento da instituição. 

Segundo a nota, só Camocim não está arcando com a parcela financeira devida, "prejudicando com isso, as finanças do consórcio e consequentemente o atendimento á população do município nos equipamentos de saúde (Policlínica e CEO-R)."

A Assembleia Geral para aprovar os contratos de repasse foi realizada no dia 16 de março, e contou com a presença e aprovação dos prefeitos dos demais municípios que compõem o grupo: Granja, Martinópole, Barroquinha, Chaval e Camocim, além do representante do Governo do Estado do Ceará. 

"Infelizmente temos que informar que toda demanda de exames e consultas direcionadas a população de Camocim será suspensa caso a Prefeitura não regularize sua situação financeira com o efetivo pagamento da sua contribuição mensal até o dia 15 de maio do ano em curso." Conclui a nota. 

André Martins/CPN 

Nenhum comentário:

Postar um comentário