sábado, 6 de maio de 2017

Santa Casa de Sobral é denunciada ao Ministério Público do Trabalho

A Santa Casa de Sobral vive fora da realidade e põe em risco a vida de pacientes, médicos e servidores. Hospital segue sem segurança armada mesmo com médicos ameaçados de morte.

Depois do episódio do último sábado 29, onde médicos foram ameaçados de morte durante um atendimento, o Sindicado dos Médicos do Ceará esteve em Sobral, representado pela advogada da entidade, Dra. Andrea. Ela acompanhou um dos médicos até a delegacia Regional de Polícia Civil, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência.
Apesar do hospital ter emitido nota informando que não houve agressão nem ameaça contra os servidores, as informações divulgadas caíram por terra com o BO registrado na última terça-feira 2, além dos áudios que se espalharam nos grupos de WhatsApp. O Sindicato dos Médicos prometeu pedir investigação do Ministério Público Estadual. Mas o caso já foi denunciado ao MPT (Ministério Público do Trabalho) que prometeu investigar a insegurança no trabalho dos servidores do hospital.

Diferentemente do que acontece na Santa Casa, no Hospital Regional Norte, mantido pelo Governo do Estado, 15 homens fortemente armados fazem a segurança pessoal dos servidores e patrimonial de todas as alas (foto). Eles são divididos por áreas do hospital, se comunicam com rádio frequência e há segurança 24h por dia. Não há registro de invasões ou crimes dentro do HRN.

Fonte: Welington Macedo / Via Sobral 24 horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário