sábado, 17 de junho de 2017

Câmara de Vereadores de Granja apura suposto crime de falsidade ideológica cometido por parlamentar

A Procuradoria Jurídica da Câmara de Vereadores de Granja, abriu procedimento que apura suposto crime de falsidade ideológica cometido pela parlamentar Paloma Aguiar (PR). A vereadora de 24 anos de idade está em seu primeiro mantado na respectiva casa legislativa. 
Ao protocolar dois requerimentos de sua autoria, a Procuradoria constatou aparente suspeita quanto a autenticidade das duas assinaturas. Em um deles, Paloma pede a exoneração da ocupante do cargo de Secretária de Saúde do município, sob a alegação da pratica de crime de prevaricação por parte da agente público. 
A suspeita fez a Procuradoria Jurídica da Câmara recomendar a Casa Legislativa a proceder com as medidas cabíveis, inclusive, com a cientificação do Ministério Público Estadual para apuração das eventuais ilicitudes e responsabilidades. O órgão pediu o auxilio da Polícia Federal para realização de exame grafotécnico nos dois documento. 
Se constatado a evidencia de crime, Paloma poderá perder o mandato de vereadora e  ainda responder a inquérito penal. 

Com informações do Impacto Granja

Nenhum comentário:

Postar um comentário