terça-feira, 20 de junho de 2017

Grávidas correm maior risco de infecção urinária, saiba como prevenir

A cistite ou como é conhecida popularmente, infecção urinária, é um problema que afeta de 15% a 20% das mulheres grávidas. No período gestacional a mulher costuma ir mais vezes ao banheiro, pois a bexiga é comprimida conforme a barriga cresce. O primeiro sintoma da infecção urinária é aquela vontade intensa de ir ao banheiro, porém ao contrário de esvaziar a bexiga, caem apenas gotinhas de cor escurecida e acompanhada de ardor.

A cistite é provocada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente na flora intestinal. As gestantes podem ser alvos dessa bactéria por conta da maior umidade na região pélvica provocada pelo aumento da circulação sanguínea na fase gestacional. O portal Trocando Fraldas alerta quanto ao uso no dia a dia de calcinhas de lycra, calças, shorts e tecidos que dificultam a oxigenação da região íntima, saiba mais aqui.

Identifique os sinais da infecção urinária:

·        Dores intensas na região abaixo do ventre e contrações fortes nessa área;
·        Sensação de maior umidade e odor diferente na calcinha;
·        Vontade intensa de urinar, porém ao ir ao banheiro sai apenas gotinhas;
·        A mulher pode sentir febre, náuseas e até vomitar por conta da dor.

Como tratar a infecção urinária em gestantes?
A princípio o médico irá solicitar um exame de urina tipo 1, pois através desse teste irá detectar qual a bactéria que causou essa função. Na sequência o especialista vai indicar o antibiótico adequado para a gestante, geralmente o Cefalexina. Junto à medicação o consumo de água é primordial para se livrar da infecção urinária, assim como evitar no cardápio alimentos ácidos, como laranja, limão, abacaxi, extrato de tomate, entre outros.

Infecção urinária na gravidez é um assunto sério!
A infecção embora seja comum afetar as mulheres, durante a gravidez deve-se tomar cuidados redobrados correndo o risco de abortos e até parto prematuro. Todavia, os cuidados são essenciais, tanto na prevenção do problema, como também ao longo do tratamento seguir a risca as indicações do médico. 

Juliana Rodrigues 
Jornalista e Assessora de imprensa
Tel: (11) 4678-4552

Nenhum comentário:

Postar um comentário