segunda-feira, 10 de julho de 2017

Senado vota Reforma Trabalhista nesta terça

O presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE), confirmou, ontem, que vai colocar a Reforma Trabalhista em votação no Plenário amanhã (11). A confirmação foi feita após reunião entre Eunício e Temer, no Palácio do Jaburu. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também participou do encontro.
Quando questionado sobre possíveis impactos de um revés contra o governo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que analisará a denúncia contra Temer, o presidente do Senado disse que a votação será pautada independentemente do que acontecer na Câmara.
O monitoramento para a votação da Reforma Trabalhista no Senado indica um quadro preocupante para o governo. Há uma semana, o Palácio do Planalto previa 43 senadores favoráveis ao projeto no plenário. A pesquisa mais recente indica que um deles não acompanhará o governo e deve votar "não". Assim, a expectativa é de que 42 senadores apoiarão a reforma - só um a mais que o mínimo necessário.
Diante dessa margem apertadíssima de apenas um voto naquela que é considerada "a mais fácil das reformas" por precisar de maioria simples no plenário - a da Previdência exige três quartos - , o Palácio do Planalto tem se desdobrado para tentar derrubar a denúncia contra Temer e, ao mesmo tempo, convencer 5 senadores em dúvida sobre a Reforma Trabalhista.

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postar um comentário