domingo, 9 de julho de 2017

Sobe para 283 casos de pessoas de Camocim com suspeitas de Dengue, Zica ou Chikungunya

Dados da Secretaria de Saúde do estado do Ceará (Sesa), mostram um crescimento no número de notificações das chamadas Arboviroses no município de Camocim, que são doenças provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti (Dengue, Chicunkunnya e Zica Vírus). 

De acordo com o último boletim epidesiológico, divulgado na sexta-feira dia 07 de julho, 283 pessoas deram entrada em unidades de saúde do município com suspeita das doenças. Foram 78 casos a mais que o ultimo levantamento da Secretário. 

O índice epidêmico das doenças no Ceará tem preocupado as autoridades de saúde. No último boletim epidemiológico publicado pelo Ministério da Saúde, o Ceará é também o único do Nordeste e o primeiro entre sete outros estados do País que, em um ano, viram aumentar a quantidade de casos prováveis da patologia. 

A secretaria de Saúde do estado - Sesa, enfrenta um problema a mais diante dos números alarmantes, a chamada substantificação. Quanto mais a cobertura de saúde básica o município tiver mais fácil será o direcionamento de ações de combate ao mosquito. 

André Martins/CPN

2 comentários:

  1. É triste! E as ações e divulgação nos meios de comunicação existe em Camocim?

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir