quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Granja possui a maior incidência de raios do Ceará

A quadra chuvosa no Ceará está distante, no entanto, o Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou valores mais precisos da incidência de raios no Estado e no País. O valor médio anual no Brasil foi de 77,8 milhões por ano, superior a 2002, que apontava cerca de 55 milhões de raios. No ranking nacional, o Ceará ocupa a 19ª posição com 2,6 raios por quilômetro quadrado no ano e a região Norte concentra a maior densidade da descarga atmosférica.
Granja, Chaval, Martinópole, Uruoca, Moraújo, Forquilha, Barroquinha, Viçosa do Ceará, Camocim e Frecheirinha, são, respectivamente, os mais atingidos por raios no Ceará. Em Granja, que fica cerca de 300Km da capital, Fortaleza, a densidade chega a 9,63 raios por quilômetro quadrado, número bem acima da média estadual.

Explicação

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) explica que a região Norte do Estado possui uma maior incidência em relação às demais regiões porque é uma das mais chuvosas. Como os raios estão associados a nuvens mais desenvolvidas, eles, geralmente, surgem relacionados às precipitações. No Ceará, a incidência é influenciada pela Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), principalmente, durante a quadra chuvosa (fevereiro a maio). Neste caso, as nuvens mais desenvolvidas atuam na região Norte por um período maior.

Com informações do Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário