quarta-feira, 29 de novembro de 2017

CEO e Policlínica de Camocim acumulam R$ 500 mil em ações trabalhistas

O Consórcio Público de Saúde da Microrregião de Camocim - CPSMCAM, que é presidido pelo Prefeito de Martinópole, Júnior Fontenele, acumula um total de R$ 501 mil reais resultado de indenizações trabalhistas que estão sendo pleiteadas por servidores na justiça do trabalho. A informação foi repassada pelo Presidente do CPSMCAM durante entrevista a Rádio Liberdade Fm, na tarde desta terça-feira (28). 
Recentemente, servidores foram demitidos dos quadros da Policlínica e do CEO Regional, órgãos de saúde geridos pelo consórcio, como plano de contingenciamento de gastos da folha de pagamento. Segundo Júnior, tais dispensas ocorreram por acumulo de cargos tidos com altos salários que geraram pedidos de indenizações que juntos somam mais de meio milhão de reais. São eles: a a Dra Geovana Aguiar (R$ 150 mil - diretora da Policlínica), Ana Elizabeth (R$ 159 mil - Diret. executiva da Policlínica) e Dr. Sena (R$ 192 mil - Diret. Ceo Regional). Até agora, como destaca o Presidente, não houve acordo na justiça quanto o valor dessas indenizações trabalhistas. 
O Presidente do CPSMCAM ressaltou ainda que todas as suas decisões são tomadas em assembleias com a presença de todos os gestores dos municípios consorciados, e afirmou ainda que todos os serviços estão sendo mantidos de forma regular. E, as demissões são necessárias para o equilíbrio fiscal da instituição. 
De posse da planilha de atendimentos, Júnior ressaltou que até setembro de 2017 já foram mais de 16 mil atendimentos nas unidades de saúdes do consórcio. O que significa um crescimento substancial com relação aos anos anteriores no número de atendimentos de saúde no setor primário e secundário.

André Martins/CPN

Um comentário:

  1. Certa vez um amigo filósofo, confidenciou-me que em muitas ocasiões, seria preferível viver sem ter um conhecimento muito apurado dos fatos, a fim de ser evitadas chateações desnecessárias. Nesse ponto, o homem comum vive bem melhor. Imagino.

    ResponderExcluir