quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Temer aprova força-tarefa com a PF para combater criminalidade no Ceará

O governador Camilo Santana reuniu-se, nesta terça-feira (30), em Brasília, com o presidente Michel Temer para discutir medidas para a segurança pública do Ceará. De imediato, foi aprovada uma força tarefa com grupo especializado da Polícia Federal.
“Discutimos os fatos ocorridos recentemente e solicitamos apoio em relação a ações urgentes no Estado e também a médio e longo prazo. Ele já autorizou de imediato uma força tarefa com grupo especializado da Governo Federal para trabalhar a questão da inteligência e ficou de avaliar todos os pontos colocados na audiência”, disse o chefe do Executivo.
Camilo Santana destacou a importância da participação de todos os setores em prol da segurança do Estado. “Quero agradecer aos três poderes presentes, pois estamos mostrando unidade, união em defesa ao Ceará”, disse.
De acordo com o senador Eunício Oliveira, este é um momento de somar forças para promoção da paz no Estado. Ele acredita que Temer recebeu bem as demandas.
“Fomos bem recebidos pelo presidente da República em relação às questões trazidas pelo governador. Todas as reivindicações estão sendo analisadas, algumas foram de pronto autorizadas”, disse o presidente do Senado.
Participaram também da reunião o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Gladyson Pontes e o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Albuquerque.
Facções

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) assinou também na tarde desta terça um Termo de Cooperação Mútua com o Governo do Estado, através da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e da Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus), visando a redução dos índices de violência provocados por facções criminosas. O documento formaliza a disponibilização dos investigadores do Ministério no combate às organizações criminosas armadas, efetivando a parceria dos órgãos de inteligência e segurança do Ceará.

Especificamente no que se refere aos homicídios ocorridos no último sábado (27), em Cajazeiras, a promotora de Justiça Márcia Lopes Pereira, titular do caso, contará com o reforço de mais três membros do MPCE nas investigações: Franke José Soares Rosa, Oscar Stefano Fioravanti Junior e Alice Iracema Melo Aragão.


Além disso, o Ministério Público Estadual montou uma força-tarefa interna para dar absoluta prioridade na atuação das Promotorias de Justiça da Saúde, do Idoso, da Infância e Juventude, dentre outras áreas, nas comunidades de Fortaleza mais afetadas por facções criminosas.

Diário do Nordeste

Um comentário:

  1. VÃO PRENDER O DESGOVERNADOR E. BOLSONARO VEM AI PARA RESOLVER O PROBLEMA DOS BICHIM.MEMEU VEM AI 2018.ESSE SIM ,SERÁ ELEITO .JÁ O INSULINA TENHO MINHAS DÚVIDAS. A ADM SO MAQUIAGEM ENLOUQUECE

    ResponderExcluir