segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Turismo: Aeroporto de Camocim deverá receber voos regionais

Além do Aeroporto Internacional Pinto Martins, estão em operação no Ceará mais 11 terminais, sendo o de Juazeiro do Norte administrado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) e os outros 10 de responsabilidade do Estado.
São eles: Aracati, Camocim, Campos Sales, Crateús, Iguatu, Jericoacoara, Quixadá, São Benedito, Sobral, Tauá. O de Russas está interditado por conta de reforma e homologação, explica o coronel Paulo Edson, gerente de aeroportos do Departamento Estadual de Rodovias (DER), órgão responsável pela administração dos aeroportos regionais.  
O Estado tenta ampliar a oferta de voos regionais. Funcionando no município de Cruz, distante 48 quilômetros de Jericoacoara, o Aeroporto Ariston Pessoa começou a operar em junho de 2017. Foram investidos R$ 90 milhões, entre recursos estaduais e federais, explica Paulo Edson. Com a capacidade para até 600 mil passageiros por ano, de junho até janeiro deste ano, foram 70 mil passageiros transportados. “O Aeroporto de Jericoacoara dispensa comentários, está realmente um sucesso”, avalia.  
Atualmente, estão em operação 10 voos semanais para Jericoacoara, realizados pelas companhias Azul e Gol. As rotas vêm de São Paulo, Campinas, Recife e Belo Horizonte. “O destino é cada vez mais divulgado e apresentado pelo trade no Brasil no exterior”, diz.  
O governador Camilo Santana anunciou que o Estado está negociando com a Gol voos diretos de Fortaleza para Aracati e Jericoacoara, em aeronaves pequenas com capacidade para até 15 pessoas. Camilo adiantou também que as companhias Avianca e Latam pensam em voos para Jericoacoara. Destinos regionais também estão no radar no Governo 
O Aeroporto de Aracati funciona com operações de aviação em geral, a exemplo dos fretamentos e táxi aéreo. Segundo Paulo Edson, está em negociação um voo charter (fretado) da companhia aérea Gol com a empresa CVC, com previsão de operar no aeroporto de Aracati até o final deste ano. A capacidade da aeronave seria de, no mínimo, 160 passageiros. 
“A ideia é começar como foi no aeroporto de Jericoacoara, com um voo charter, que depois passa a ser regular”, informa o coronel.  
Segundo o secretário do Turismo, Arialdo Pinho, ainda falta a liberação de  alguns equipamentos para a pista poder receber voos maiores.  

O Aeroporto de Juazeiro do Norte/Orlando Bezerra de Menezes, por sua vez, também está com demanda crescente. Encerrou 2017 com 541.966 embarques e desembarques, contra 534.712 em 2016, o que representa um crescimento de 1,35%. 

Informações do Jornal Opovo

Um comentário:

  1. SABU LA QUANDO KKK. BOLSONARO PRESIDENTE. MEMEU O NOVO LÍDER DA REGIÃO NORTE VEM AI. A ADM SÓ MAQUIAGEM ENLOUQUECE

    ResponderExcluir