quarta-feira, 14 de março de 2018

Agentes do GORE promovem a transferência de 10 presos da Cadeia de Camocim

A rotina da Cadeia Pública de Camocim tem sido intensas desde início desta semana. O clima de normalidade aparente da unidade prisional foi interrompido após uma intervenção de equipes do Comando Tático Rural - COTAR, na última segunda-feira (12). 

Na terça-feira (13), pela manhã, a cadeia registrou um princípio de motim, supostamente resposta a atuação do COTAR, mas a Polícia Militar conseguiu conter do lado externo do prédio. No mesmo dia, uma guarnição do GORE - Grupo de Operações Regionais, uma força auxiliar de Agentes Penitenciários, adentrou a unidade e realizou uma nova vistoria "pente-fino", conseguiu recuperar uma gama de materiais ilícitos, incluindo celulares e carregadores. 

Já na tarde desta quarta-feira (14), por volta das 17 horas, outro grupo do Departamento de Operações Especiais dos Agentes Penitenciários promoveram a transferência de cerca de 10 presos do regime fechado com o objetivo de conter a ação dos "cabeças" responsáveis por incitar tais rebeliões.

A rotina de crise constante que vive a Cadeia Pública de Camocim continua, deixa um clima tenso para moradores, comerciantes, profissionais da segurança e familiares dos presos.  A unidade que possui capacidade para abrigar 67 presos, hoje conta com cerca de 180 internos. 

André Martins/CPN

Um comentário:

  1. O SECRETÁRIO DEVERIA FAZER RODÍZIO DOS AGENTES PENITENCIÁRIOS PARA NÃO CRIAR VÍNCULO COM OS APENADOS. BOLSONARO É MEMEU 2018. PARA SUBSTITUIR DESGOVERNO DO ESTADO CAPITÃO VAGNER.

    ResponderExcluir