sábado, 3 de março de 2018

Camocinense é condecorado como o melhor faixa preta de Jiu-Jitsu do Ceará

O camocinense Bicampeão de Jiu-Jitsu profissional, Ítalo Carlos, 24 anos, levou mais um título para sua coleção. O de melhor atleta faixa preta do Ceará em sua modalidade e o de três vezes campeão no ranking de lutas profissionais do estado. O evento com a diplomação promovido pela Federação de Lutas do Ceará, ocorreu na última quinta-feira (22) de Fevereiro na Arena Castelão em Fortaleza. 

Atleta de alto rendimento, o campeão Ítalo, divide seu tempo com o trabalho, família e os treinos na academia. Seu currículo de títulos envolve o de Bi campeão mundial de Jiu-Jitsu profissional, Bi campeão pan americano de Jiu-Jitsu Profissional, Campeão brasileiro de Jiu -Jitsu Profissional, Bi campeão Cearense de Jiu-Jitsu, Campeão Norte e Nordeste de Jiu-Jitsu, Campeão interestadual, Campeão de MMA profissional, entre outros.

Apesar das vitórias, Ítalo Carlos não esconde sua decepção com a falta de apoio financeiro por parte do poder público municipal de sua cidade. As despesas são caras de mais o que torna mais difícil sua participação em competições Brasil a fora. Segundo o atleta, "O maior desafio a ser enfrentado, são as batalhas da vida fora dos tatames."

Nesta sexta-feira (02), apresentado na Câmara de Vereadores de Camocim moção de aplausos ao atleta Ítalo Carlos pelas consecutivas vitórias para o esporte camocinense. O requerimento é de iniciativa do Vereador Kleber Trévia Veras, apoiador incondicional de Ítalo. 

Nota do Blog: Ainda que reste insuficiente os apoios financeiros ou governamental, o mais importante nosso campeão tem: o reconhecimento do público. Este é impagável. 

André Martins/CPN-Foto reprodução

Um comentário:

  1. QD A SECRETARIA DE ESPORTES? E COMO EU DIGO , CAMOCIM NADA PRA FRENTE KKK. BOLSONARO PRESIDENTE. MEMEU O NOVO LÍDER DA REGIÃO NORTE . A ADM SÓ MAQUIAGEM TATU CAMINHA DENTRO DE CAMOCIM SÓ FAZ USURPAR O DINHEIRO PÚBLICO. MAS O POVÃO ESTÁ VENDO A PÉSSIMA ADM DA LOURA BURRA. DESCULPE -MÉ AS LOIRAS .

    ResponderExcluir