sexta-feira, 13 de abril de 2018

Oliveira da Pesqueira: "Se o meu partido sofrer represálias eu rompo com Sergio Aguiar"

Ao se lançar candidato a presidência da Câmara de Vereadores de Camocim para o próximo biênio, o vice-presidente da mesa diretora, Oliveira da Pesqueira (PC do B), afirmou em alto e tom que caso algum membro de seu partido venha a sofrer represália ou qualquer tipo de pressão, em razão de suas escolhas, o PC do B rompe inteiro com o Governo Mônica Aguiar. 

"Se diante das minhas palavras de apoio a Robério Monteiro, o meu partido (PC do B), pode ter certeza que amanhã mesmo eu rompo com Sergio Aguiar. Está dito bem claro aqui." Afirmou Oliveira da Pesqueira aparteando o líder do Governo Emanoel Vieira. 

A movimentação política dos pré-candidatos nas eleições para deputado em Camocim, tem gerado tensão nos bastidores da Câmara de Camocim. 

André Martins

2 comentários:

  1. VONTADE ELE TEM MUITO DE ROMPER, MAS ESTÁ COM O RABO PRESO ATÉ O TRONCO.

    ResponderExcluir
  2. Todos capacho da família AGUIAR. não faz jus as calça q vestem. BOLSONARO VEM AI PARA RESOLVER O PROBLEMA DOS BICHIM. VIDÊNCIA QUENTINHA DO CHIQUIM TRAÍRA , SEGUNDO O VIDENTE ,O SERGIM VAI PASSAR A RASTEIRA NOS FERREIRA GOMES E SUA CORJA .VOTANDO EM OUTROS CANDIDATOS Q FAZEM OPOSIÇÃO AO GOVERNO CAMILO SATANÁS. ESPERE E VERÁS. ESSES 3 VEREADORES ESTÃO QUASE CERTO PARA VOTAR EM ROMEU ALRIGUELE E ROBÉRIO MONTEIRO . A ADM SO MAQUIAGEM DE CAMOCIM ESTÁ MAIS PERDIDA Q CEGO EM TIROTEIO. A ADM DE CAMOCIM ESTÁ SUJA FAZENDO Q OS SEUS APOIADORES SE AFASTEM DA MESMA. DIGO MAIS O CANDIDATO DO SERGIM AO SENADO E O DOMINGOS FILHO.

    ResponderExcluir