terça-feira, 10 de abril de 2018

Polícia investiga candidato suspeito de pagar R$ 1,2 mil para fraudar concurso do Detran

O Polícia Civil investiga um candidato suspeito de tentar fraudar a prova do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), realizada no domingo (8), na cidade de Juazeiro do Norte, Região do Cariri, interior do Ceará. Conforme a polícia, o candidato pagou R$ 1,2 mil para outra pessoa realizar a prova.
O homem que fez o pagamento estava inscrito no concurso, mas não foi realizar a prova. O outro suspeito que estava no local do certame foi identificado por fiscais de prova com um celular.
Conforme professor Fábio Perdigão, presidente da Comissão Executiva de Concursos e Vestibulares da Universidade Estadual do Ceará (Uece), organizadora da prova, o candidato foi imediatamente eliminado por tentativa de fraude. A instituição também registrou um boletim de ocorrência para investigar o caso.
A polícia se dirigiu ao endereço do candidato que estava inscrito no exame e identificou que a pessoa inscrita não era o homem flagrado. Com isso, os policiais concluíram que o homem tentou fraudar o concurso.

Investigação
Ele foi conduzido à Delegacia de Juazeiro do Norte, onde foi autuado em um inquérito policial pelo crime de fraude em certame de interesse público. Ele foi ouvido e depois liberado. A polícia segue investigando o caso e está à procura do outro envolvido, que conseguiu fugir.
O professor Fábio Perdigão comentou que este foi o único registro de tentativa de fraude no concurso, que foi realizado em três datas: 25 de fevereiro, 11 de março e 8 de abril. O presidente da CEV disse que outros candidatos foram eliminados por desobedecer algum item do edital, como portar telefônico celular.

Informações G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário