sexta-feira, 20 de abril de 2018

Táxi: a livre concorrência

Bastou a intromissão de um estranho - o Uber - no até então muito reservado mercado de táxis para que acontecesse uma mudança inimaginável. Para começo de conversa, o valor das chamadas “vagas” desse mercado caiu de maneira espetacular: antes do Uber, uma “vaga” na praça de táxi do Aeroporto Pinto Martins, em Fortaleza, custava R$ 250 mil - hoje custa algo como R$ 50 mil. Democratizou-se o setor. Os próprios taxistas passaram a entender que os aplicativos vieram para ficar. E aderiram a eles - inclusive o Sinditáxi da capital, que criou o seu. Resultado: o preço das corridas caiu 30%. A livre concorrência é sempre a melhor a solução.

Do Blog do Egidio Serpa/D.N

Nenhum comentário:

Postar um comentário