segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Vacinação contra pólio e sarampo começa hoje

Elaborada com o objetivo de criar uma reação no sistema imunológico, estimulando a produção de anticorpos e tornando aquela pessoa imune a algum tipo de doença, a vacina é considerada a forma mais fácil e barata de se evitar patologias. 
Pensando nisso, a partir desta segunda-feira (6), começa a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, que se estenderá durante todo o mês de agosto, período em que é comemorado o 'Dia D', quando haverá uma mobilização em todo o País no que se refere à iniciativa, que visa fornecer uma dose da imunização para todas as crianças, entre um e cinco anos incompletos, mesmo aquelas que têm o esquema vacinal preenchido. 
No Ceará, a previsão é que pelo menos 95% das 509.183, ou, no mínimo, 483.724 meninos e meninas que estão na faixa etária entre 12 meses e quatro anos, 11 meses e 29 dias recebam a dosagem de forma homogênea. Em Fortaleza, a meta é, também, imunizar 95% do público-alvo, estimado em 138.317 mil crianças.
A ação tem o propósito de manter o estado de eliminação das doenças para evitar a reintrodução do vírus do sarampo, da poliomielite, da rubéola, e tentar reduzir a manutenção ou formação de bolsões de crianças que não foram vacinadas ou não obtiveram a devida resposta imunológica à vacinação, minimizando, desta forma, o risco de adoecimento.
Por esse motivo, as salas de imunização dos 110 postos de saúde de Fortaleza estarão disponíveis para realizar a aplicação das vacinas de forma indiscriminada, isto é, todas elas que estão dentro da faixa etária estabelecida serão imunizadas, mesmo as que já tomaram a dose em uma outra ocasião. 
Cobertura Vacinal 
Os responsáveis devem levar as crianças para receberem a vacina de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h30, até o último dia de agosto. No terceiro sábado deste mês, dia 18, haverá uma mobilização nacional da campanha de vacinação, evento conhecido como ‘Dia D’. Começando a partir das 8h30 e indo até às 16h30, todos os postos de saúde da Capital estarão abertos, fornecendo a vacina para as crianças.
A coordenadora de imunizações da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Vanessa Soldatelli, afirma que a vacinação é fundamental para garantir a proteção das crianças. Ela ressalta, ainda, que os pais ou responsáveis devem estar atentos ao calendário para que os pequenos não fiquem sem receber a dose de imunização. 
“Tanto na rotina, quanto nas campanhas, precisamos da participação ativa deles, pois, se a criança segue o esquema vacinal, ficará protegida contra muitas doenças graves que ainda circulam no País e no mundo”, explica a coordenadora. 
Alerta
Nos Estados em que há registros de sarampo, a vacinação foi antecipada como uma forma de bloquear a circulação do vírus, já que, nos últimos anos, houve um surto da doença no País. Em 2015, foram registrados 211 casos no Ceará e mais três outros, dois em São Paulo e um em Roraima, que estavam relacionados ao surto ocorrido no Estado.
Surtos
De acordo com os últimos dados apresentados pelo Ministério da Saúde, atualmente, o País enfrenta surtos de sarampo em Roraima e no Amazonas, com registro de 314 deles confirmados até semana epidemiológica 23.
As ocorrências estão relacionadas ao intenso movimento migratório da Venezuela, país que enfrenta surto da doença desde julho de 2017.
O último caso de Poliomielite no Brasil ocorreu em 1989 e desde 1990 não são registrados casos da doença, que é grave, sendo responsável por danos irreversíveis para milhares de crianças no mundo.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário