quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Camocim se prepara para receber voos regionais

Parte da preparação de aeródromos cearenses para receber voos regionais no próximo ano, o Departamento Estadual de Rodovias do Ceará (DER) comunicou ter solicitou a regularização da Licença de Operação referente ao Aeroporto de Iguatu à Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), conforme publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) da última sexta-feira (14).
Além do terminal de Iguatu, também estão sendo preparados os aeródromos de São Benedito, Camocim, Tauá e Campos Sales, conforme explica o gerente de aeroportos do DER, Coronel Paulo Edson. "Somente o de Iguatu que necessitava dessa atualização da licença ambiental. Aracati e Jericoacoara já estão prontos para esse tipo de aviação regional", destaca.
As rotas seriam operadas pela empresa Two Flex, empresa de táxi aéreo, em parceria com a Gol Linhas Aéreas Inteligentes, com quem o governo tem negociado, mas nenhuma das duas companhias confirma as operações. A previsão inicial do governo era de que a aérea começasse a operar os voos regionais até maio deste ano, mas eles ainda não foram sequer anunciados oficialmente.
A Two Flex é proprietária de 18 aeronaves turboélices Cessna Gran Caravan - a maior frota desse modelo em todo o Brasil - e já recebeu autorização da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), no fim do ano passado, para efetuar o transporte aéreo regular de passageiros (Operação Complementar). As aeronaves têm capacidade para transportar até 14 pessoas.
A aviação regional no Ceará deverá crescer cerca de 72% em relação ao número de passageiros em 20 anos, segundo relatório do Ministério dos Transportes. De acordo com os dados disponibilizados, em 2017 este número era de 5,9 milhões de pessoas utilizando os terminais de Fortaleza, Juazeiro do Norte, Jericoacoara, Sobral, Iguatu, Crateús e Aracati. Em 2037, o movimento deverá saltar para 10,3 milhões de passageiros nestes sete aeroportos cearenses.

Diário do Nordeste

Um comentário: