quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Garis de Camocim estão há dois meses sem salários: "estamos sendo humilhados"

Os profissionais da limpeza urbana de Camocim resolveram cruzar os braços na manhã desta terça-feira, 16, em resposta aos atrasos de salários que sofrem há cerca de dois meses. Outras paralisações já haviam ocorridas este ano pelo mesmo problema. 

Segundo relato de um dos profissionais que não quis se identificar, a categoria "vive humilhada" por conta do atraso salarial. O gari, que é natural de Camocim, conta que os profissionais da limpeza não recebem hora extra e nem adicional de insalubridade garantidos por lei. O absurdo de desrespeito com os profissionais vai além disso: falta aos garis de Camocim equipamentos básicos de proteção como luvas, botas e máscaras para executar a coleta de lixo da cidade. 

Na manhã desta quarta-feira, 17, representantes da categoria marcaram de se reunir com o gestor responsável pela pasta de Conservação e Serviços Públicos da Prefeitura de Camocim. Eles negociam o pagamento dos salários atrasados e a assinatura de suas carteiras de trabalho que estão retidas pela empresa terceirizada Ecogold, responsável pela contratação dos mesmos. 

Sem assistência básica por parte da empresa e da Prefeitura, os garis de Camocim se sentem desrespeitados na condição de servidores do município.   

André Martins/Foto ilustrativa

2 comentários:

  1. NESSE MESMO LOCAL NAO SE PASSA MAIS PELA CALÇADA

    ResponderExcluir
  2. PARABÉNS A ADM RABO DE FOQUETE DE CAMOCIM. BOLSONARO PRESIDENTE, PARA ACABAR ESSA FARRA DO DINHEIRO PÚBLICO. A FEDERAL ESTÁ DE OLHO NAS FACÇÕES POLÍTICAS CRIMINOSAS.

    ResponderExcluir