quinta-feira, 18 de abril de 2019

Compra do pescado aquece a economia e preserva a tradição em Camocim

O período de maior movimento do ano no comércio de pescados é a Semana Santa. E Camocim, se destaca como um dos maiores produtores do estado. Além do consumo doméstico, as exportações crescem com a demanda típica do feriado. 


A movimentação começou bem cedo nesta quinta-feira (18) nos pontos de vendas de peixes de Camocim. A média de preços das espécies mais consumidas no mercado interno estava relativamente normal. O cliente poderia encontrar o Pargo por R$ 22,00 o kg, a Cavala (R$ 22,00), Serra (R$ 20,00), Guaiúba (R$ 18,00), Arabaiana (R$ 20,00) entre outros. Quem procurou camarão encontrou no valor de R$ 27 até R$ 50,00 dependendo da origem e da espessura. 

A intensa movimentação de visitantes para a tradicional compra do pescado em Camocim movimenta a economia local e enfeita a mesa dos nativos e visitantes neste feriado santo.  

André Martins/Foto Vagner Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário