quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Sem trégua: Camilo determina fechamento do cerco às facções criminosas e SAP transfere 257 presos

O governador Camilo Santana (PT) passa a terça-feira (24), dedicado a reuniões e articulações para acompanhar as medidas de enfrentamento ao crime organizado que, desde a última sexta-feira (20), age, com incêndios a ônibus do transporte escolar, caminhões de cargas e carros particulares na tentativa de manter pontos estratégicos e desmoralizar as forças de segurança pública.

Com informações à mesa sobre os focos de resistência dos grupos criminosos, assim como a fragilidade financeira dos líderes das facções, que perderam força a partir da apreensão de celulares usados nas dependências internas dos presídios, Camilo Santana comanda, minuto a minuto, as reuniões e iniciativas da cúpula da Segurança Pública contra novos atentados.
As reuniões entre os Secretários de Segurança Pública e da Administração Penitenciária e com os comandantes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Rodoviária Estadual são permanentes. A troca de informações é, também, com Secretarias de Segurança de Estados vizinhos (Pernambuco, Paraíba e Piauí), assim como Ministério da Justiça e Polícia Federal.

Camilo tem conversado, também, com representantes do Ministério Público Estadual e do Tribunal de Justiça para acompanhar a adoção medidas com ações urgentes contra autores dos crimes contra o patrimônio público e particular. As articulações apontam para radicalização por parte do Estado, dentro da lei, das medidas contra os criminosos. Enquanto as medidas eram discutidas, Camilo, assim como integrantes da cúpula de Segurança, recebeu a noticia sobre o atentado contra uma revenda da Renault, na Avenida Santos Dumont, Bairro do Papicu, em Fortaleza.

Em meio a série de ataques que assustam os cearenses, a Secretaria da Administração Penitenciária decidiu transferir 257 presos das unidades da Pacatuba, Quixadá e do Complexo Penitenciário de Aquiraz.
A medida foi realizada como forma preventiva e tática para manutenção do funcionamento do sistema prisional.

Ceará Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário