quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Quem partiu continuará vivendo no seu coração, pois nem a morte é mais forte que o amor

Teve fim na madrugada desta quinta-feira, 10 de outubro, a batalha da pequena Luana Fonteles, 12 anos, pela vida. Portadora de um tipo raro de tumor cancerígeno (Rabdomiosarcoma) que afetou a região da face, Luana enfrentou com garra, força e muito entusiasmo as agruras da doença maligna que sofreu por mais de 6 anos. 
Luana Fonteles encontrou na vida um anjo que chamou de tia, Tainá Fonteles, que segurou sua mão e lhe deu qualidade de vida e não lhe deixou desanimar, até mesmo quando a medicina não deu mais esperança que a vida da paciente durasse tanto tempo. 
Camocim assistiu pelas redes sociais o calvário de Luana pela vida. Sorrimos, sentimos orgulho por sua garra, mas agora choramos sua partida para o descanso eterno. 

Vá em paz anjo Luana!

André Martins

3 comentários: