terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Terminal pesqueiro de Camocim entra na lista de privatizações do Governo Bolsonaro

A empresa que arrematar a concessão do Terminal de passageiros do Porto de Fortaleza deverá investir R$ 1,6 milhão no equipamento, de acordo com a Companhia Docas do Estado do Ceará (CDC). O lançamento do edital de concessão do terminal está previsto para dezembro e o leilão deve ocorrer entre abril e maio de 2020.
Para a diretora presidente da Companhia Docas do Ceará, Mayhara Chaves, a concessão do Terminal Marítimo de Passageiros à iniciativa privada deverpa impactar positivamente a otimização de uso do local e na movimentação de turistas, o que acarretará na abertura de novas vagas de emprego.
"Hoje, lá funciona com uma estrutura básica, com seguranças e serviço de limpeza. A empresa que assumir trará uma estrutura melhor, pois a rotatividade será bem maior", diz. Ela ainda ressalta que o Governo Federal estuda fazer novas concessões de equipamentos cearenses à iniciativa privada, como o Terminal Pesqueiro Público (Camocim) e o Armazém do Porto do Mucuripe.
Vindo de um período de oscilação na movimentação de cargas, Mayhara Chagas ressalta que o Porto do Mucuripe segue em uma crescente nos últimos meses, com destaque para a exportação de trigo. O objetivo para o ano que vem é de exportar cada vez mais granéis líquidos. Ela ressalta que em outubro deste ano o Porto do Mucuripe anotou um recorde no faturamento. O arrecadamento foi de R$ 7,4 milhões, um valor 17,40% superior a igual período do ano anterior, que foi de R$ 6,3 milhões.

Diário do Nordeste / Foto: reprodução 

Nenhum comentário:

Postar um comentário