sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Governadores irão enviar PMs ao Ceará se Bolsonaro não renovar presença do Exército no Estado


O governador do Maranhão, Flávio Dino, informou que governadores de ao menos quatro estados já se organizam para enviar forças de segurança ao Ceará caso Jair Bolsonaro não renove a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que possibilitou a presença do Exército e da Força Nacional no estado
Os governadores de ao menos quatro estados já se organizam para enviar forças de segurança ao Ceará caso o presidente Jair Bolsonaro não renove a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), que possibilitou a presença do Exército e da Força Nacional no estado. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, em sua coluna no jornal Folha de S.Paulo.
De acordo com o governador Flávio Dino (PCdoB-MA), do Maranhão, os governadores do Rio de Janeiro, da Bahia, do Piauí e ele próprio acertaram o envio de tropas ao estado. "Há um movimento para cooperar", declarou ele nesta sexta-feira (28).
Na quinta (27), informa Bergamo, Bolsonaro sinalizou que pode não atender ao pedido do governador cearense, Camilo Santana (PT-CE) de que a operação seja renovada. "A GLO não é para ficar eternamente atendendo um ou mais governadores. GLO é uma questão emergencial", disse o presidente em live nas redes sociais.
A jornalista ainda relata que "a situação no Ceará é dramática. Desde o início do movimento dos policiais militares do estado, que é ilegal, os assassinatos explodiram".

Via Folha de S. Paulo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário