sábado, 25 de julho de 2020

Policial militar que salvou 4 pessoas de incêndio deixa hospital e é homenageado

O policial militar Welson Gomes da Silva, de 25 anos, internado após resgatar uma idosa de 87 anos e três crianças de um incêndio, em Fortaleza, recebeu alta hospitalar na tarde desta sexta-feira (24). Ao sair da unidade, ele foi aplaudido e recebeu uma homenagem dos companheiros de farda, que realizaram uma performance diante do PM.
O PM passava em frente à residência em um carro da corporação por volta do meio-dia da quarta-feira (22) quando percebeu a fumaça saindo de dentro do imóvel Bairro Antônio Bezerra e resolveu ajudar. Ele salvou uma senhora de 87 anos e três crianças. Depois, voltou ao posto de trabalho, mas passou mal depois de almoçar e foi levado ao hospital.
Silva recebeu um certificado de honra ao mérito das mãos de seu comandante de batalhão e agradeceu a recepção. "Uma felicidade muito grande. Pensei que não teria esse acontecimento mas, graças a Deus, eu estou aqui. Obrigado aos companheiros pela recepção. Tenho muito a agradecer a grande Polícia Militar", disse.
Ao comentar sobre a atitude de entrar na casa em chamas para salvar as vítimas ele disse não não teve ideia não entrar no meio da fumaça e sair vivo. "Depois de eu almoçar, vomitei, a garganta travou tudo , aí me levaram para o Frotinha", lembra.
Pela manhã, o soldado havia enviado uma mensagem do hospital mostrando que está se recuperando. Ele ficou internado após inalar fumaça do incêndio.
“E aí, moçada? Tá dando certo aqui. Forte abraço!”, diz Welson da Silva no vídeo.
O soldado foi socorrido, inicialmente, ao Frotinha do Antônio Bezerra pelos próprios colegas policiais, mas depois foi transferido para o Instituto Doutor José Frota (IJF), onde permanece internado. Silva chegou a ficar entubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
O Comando Geral da Polícia Militar nomeou uma comissão de meritoriedade para avaliar a ação do soldado, que poderá ser promovido a cabo da PM. Atualmente, o militar é lotado na 1ª CIA do 18º Batalhão da Polícia Militar.

Via G1/CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário