sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Dono de academia de Camocim relata ter sido agredido por aluno após cobrar o uso da máscara

  


O proprietário de uma academia situada no Bairro Cruzeiro em Camocim, Jorge Alan, relatou nesta quinta-feira, 04, em sua rede social que foi vítima de agressão física por parte de um dos alunos do estabelecimento após cobrar que o mesmo utilizasse a máscara no ambiente.

Na versão do proprietário da academia, o aluno que não teve o nome mencionado, teria se recusado e usar a máscara e proferido palavras de baixo calão contra sua pessoa. Jorge relata que cobrou o rapaz por conta de um questionamento que teria recebido de outro aluno. No momento da discussão, Jorge Alan conta que “empurrou” o rapaz para afastar o aluno que reagiu com agressão física contra o professor.

Já na versão do aluno, Jorge Alan teria lhe destratado e exigido que o mesmo se retirasse do ambiente mesmo este justificado que retirou a máscara apenas para descansar do treino.

A briga continuou do lado de fora da academia e o caso foi parar na delegacia de polícia civil de Camocim. Os dois prestaram depoimento e formalizaram suas acusações.

O proprietário da Academia Jorge Alan, compareceu a UPA 24h do município para exames e posteriormente apresentou um raio-x com laudo comprovando as lesões sofridas.

O fato foi o primeiro grande conflito registrado em Camocim por conta do uso da máscara durante o período da pandemia. Vale lembrar que a lei nº 17.261, publicada em 13 de agosto de 2020 obriga o uso da máscara em espaços públicos e privados em todo território cearense. 

Diante do trono exposto, a ocorrência ainda pode ser considerada um caso isolamento em meio a grande crise pandêmica.

André Martins

Um comentário: