quarta-feira, 14 de abril de 2021

Prefeito e secretária de saúde de Jijoca vão pagar multa de R$ 88 mil por furar fila da vacina contra a Covid-19

O prefeito e a secretária de saúde do município de Jijoca de Jericoacoara vão ter que pagar multas que somadas chegam a R$ 88.400,00 por terem furado a fila de vacinação contra a Covid-19. Lindbergh Martins e Joila Carneiro foram o segundo e terceiro a serem imunizados no município, mesmo sem fazer parte do grupo prioritário da 1ª fase da campanha. O acordo que decidiu pelo pagamento da multa e retratação pública foi assinado na última terça-feira (6).

De acordo com o Ministério Público, ao tomarem a vacina antes das pessoas que fazem parte do grupo prioritário, prefeito e secretária usaram de suas funções públicas para obter vantagem indevida, afrontando à impessoalidade e à moralidade, o que se configura como improbidade administrativa. Ambos terão ainda que fazer uma retratação pública, a ser realizada no primeiro dia útil após a homologação judicial. 

A foto acima havia sido postada nas redes sociais da Prefeitura de Jijoca, porém, foi retirada logo em seguida devido a repercussão negativa do fato. 

O acordo assinado com o MPCE estabelece o parcelamento da multa em até cinco parcelas (no caso do prefeito, cinco parcelas de R$ 12.480, totalizando R$ 62.400,00; e no caso da secretária, cinco parcelas de R$ 5.200, somando R$ 26 mil) com vencimento no 5º dia útil de casa mês. Os valores serão destinados ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos do Estado do Ceará (FDID). 

Via G1/CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário