sexta-feira, 14 de maio de 2021

Ministro Ricardo Lewandowski concede a Pazuello direito de ficar calado na CPI da Covid

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, concedeu ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello o direito de ficar em silêncio durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19.

Lewandowski atendeu a pedido da Advocacia Geral da União (AGU) para que o ex-ministro não precise responder a perguntas dos senadores. O depoimento do general do Exército à comissão está marcado para o próximo dia 19.

O pedido foi articulado pelo Palácio do Planalto na tentativa de evitar novos desgastes na CPI, principalmente após o interrogatório do ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten.

Relator de uma série de processos que tramitam no Supremo a respeito das ações do governo federal no enfrentamento à pandemia, Lewandowski concedeu o benefício a Pazuello em consonância com amplo conjunto de precedentes existente na corte.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário