sexta-feira, 29 de maio de 2020

Com sistema de saúde a beira do colapso, Camocim amplia oferta de leitos da UPA 24 horas

Foto: André Martins
A Prefeitura de Camocim iniciou nesta quinta-feira, 28, a instalação de estrutura improvisada no pátio da Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24 horas com o objetivo de ampliar a oferta de leitos dedicado a pacientes da Covid-19. Segundo o comunicado do Governo, serão 12 novas unidades. 

Com o aumento exponencial dos casos de Coronavírus, a consequência foi o aumento das internações e a ocorrência de óbitos. Pelo menos 6 dos 8 registros de mortes em consequência da Covid-19 se deram na UPA 24hs de Camocim em pacientes a espera de vaga em hospitais de outras cidades. 

À falta de leitos é a principal carência do município neste momento de pandemia. O que revela um sistema em colapso. Sem condições de acolhimento em caso de internações em grande número. 

Até o momento, são 310 registros da doença no município. Sendo a maioria dos casos na área urbana da cidade. 8 pessoas encontram-se internadas e 8 morrem. 

Os números colocam Camocim entre cidades com alerta máxima entre as cidades da região Norte ao lado de Acaraú, Massapê e Sobral. 

André Martins

Ceará tem menor taxa de contágio do País e estabiliza curva da Covid-19

Ainda não é a notícia que sempre quisemos dar, mas já é melhor do que muitas: a curva de contágio do novo coronavírus no Ceará está, hoje, estabilizada. Uma pesquisa do grupo Covid-19 Analytics, que reúne engenheiros, economistas e cientistas de dados, aponta que o Estado é o único de todo o País com taxa de contágio abaixo de 1 (0,92). Isso significa dizer que, em média, cada infectado no Ceará transmite o vírus para menos de uma pessoa - cenário que, se for mantido, deve frear o avanço da doença e diminuir o número de novos casos.
Atualmente, o Ceará tem 37.821 casos confirmados e 2.733 mortes por Covid-19. Outras 24.979 pessoas estão recuperadas. Em Fortaleza, são 21.328 confirmações da nova virose e 1.804 óbitos, enquanto os recuperados somam 13.950 casos. Os dados são do Integra SUS, plataforma da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizados às 18h04 dessa quinta-feira (28).
O cálculo para se obter o número efetivo de reprodução (R) - nome oficial da "taxa de contágio" - considera variáveis como o crescimento de casos confirmados dia a dia, o número de pacientes recuperados e o de casos ainda ativos. Desse modo, outro fator que interfere nos resultados são os níveis de transparência na divulgação de dados por parte das secretarias de saúde estaduais, já que o Covid-19 Analytics utiliza fontes oficiais.
O levantamento da PUC-Rio mostra as taxas de contaminação no Ceará entre os dias 15 de abril, quando uma pessoa infectada no Estado transmitia a doença para outras 2,75; e 26 de maio, segundo dia em que a taxa ficou abaixo de 1, considerado o "ideal". O número favorável foi atingido ainda em 25 de maio, quando ficou em 0,99. A taxa atual do Brasil, de 26 de maio, é de 1,89.
O pico de transmissibilidade no Ceará, segundo os dados, foi registrado no dia 22 de abril, quando a taxa de contágio totalizou 3,01 - ou seja, um doente cearense passava o novo coronavírus para cerca de três pessoas, fazendo os casos se multiplicarem com maior velocidade.
O modelo matemático leva em conta também o tempo de recuperação de cada paciente, como explica Gabriel Vasconcelos, pesquisador de pós-doutorado da Universidade da Califórnia e integrante do Covid-19 Analytics. "A taxa está ligada diretamente a quantas pessoas cada doente infecta. O que a faz subir ou descer é a velocidade com que as pessoas se recuperam. Conforme os tratamentos forem avançando, o número desce; se os pacientes ficam doentes por mais tempo, podem infectar mais gente, e a taxa sobe", pontua.

Leia a matéria completa no Diário do Nordeste

Quarta parcela do auxílio emergencial deverá ser paga, afirma Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (28) que o governo deve propor uma quarta parcela do auxílio emergencial, atualmente em R$ 600, mas que o valor ainda está em estudo pelo governo, que poderá reduzi-lo.
"Nós já estudamos uma quarta parcela com o Paulo Guedes. Está definindo o valor, para ter uma transição gradativa e que a gente espera que a economia volte a funcionar", afirmou o presidente durante sua live semanal, transmitida pelas redes sociais.
O auxílio emergencial prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca de 59 milhões de pessoas já receberam o benefício. Cada parcela do auxílio emergencial custa aos cofres públicas cerca de R$ 48 bilhões.
Mais cedo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a permanência por mais tempo do pagamento do auxílio emergencial, mantendo-se o valor de R$ 600.

Agência Brasil

Ceará chega a 37,8 mil casos de Covid-19 e tem 2.733 óbitos pela doença

O número de mortes provocadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) chegou a 2.733 nesta quinta-feira (28) no Ceará. Os casos de infectados pela Covid-19 chegou a 37.821 conforme a atualização das 18h04 da plataforma IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do estado (Sesa).
Fortaleza, que concentra o maior número de ocorrências do estado, aparece com 21.328 pessoas acometidas pela enfermidade e 1.804 pessoas que perderam a vida em razão da doença.
Outros municípios que passaram de mil infectados são Caucaia, Sobral e Maracanaú. Enquanto Caucaia contabiliza 1.279 pessoas com a Covid-19 e 78 óbitos, Sobral tem 1.186 diagnósticos e 57 mortes. Já Maracanaú aparece com com 1.068 casos da doença e 95 falecimentos.
A quantidade de casos investigados do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é de 46.895 e em todo o estado houve a recuperação de 24.979 pessoas.
Os números apresentados pela Secretaria da Saúde são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.

A taxa de letalidade da doença no Ceará é de 7,2%.

Via G1/CE

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Loja de material de construção, Óticas e Salões de beleza iniciam abertura gradual segunda, 01

O governador Camilo Santana (PT) anunciou transição para reabertura das atividades econômicas, a partir de segunda-feira, 1º de junho (01/06). O decreto de isolamento social será prorrogado, mas o isolamento rígido, o chamado lockdown, será encerrado. No comércio, será autorizada na transição a abertura de lojas ligadas a material de construção, com horários de abertura determinados. 
Na construção civil, serão autorizadas obras com máximo de 100 operários, com até 31% de retomada. Setor de higiene e beleza, como barbearias, manicures e salões de beleza poderão também abrir. Também será retomada a indústria têxtil e de calçados, fabricação de eletrodomésticos, indústria automotiva, retorno dos treinos esportivos e dos times de futebol "participantes da final do Campeonato Cearense". Também poderão abrir lojas relacionadas à saúde, como óticas e outras. 
Toda a cadeia da saúde terá retomada autorizada, como consultórios médicos, odontológicos e escritórios. Após a transição de sete dias, haverá quatro fases de retomada. A cada fase haverá avaliação com base nos dados de saúde.

Via O POVO Online

NOTA DE ESCLARECIMENTO - Funerária São Francisco

Em cumprimento as normas determinadas pelo Município de Camocim descritas em ofício circular (N° 01/2020 de 14 de abril de 2020), tendo como base decisão do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ/CE), a Funerária São Francisco (Plasfran) vem público reafirmar que tem adotado todas as medidas de segurança na prestação de seus de serviços funerários com o objetivo de preservar a saúde de seus clientes e colaboradores. 

Para tanto, a empresa informa que adaptou seus serviços ao público em razão do período de pandemia do novo coronavírus, ficando restritos os serviços de copa e transporte com ônibus para evitar aglomeração de pessoas acima do número permitido pela lei. 

Pela determinação, "fica limitada a realização de cerimônia funerárias (velórios) aos familiares e sempre em número não superior a 10 (dez) pessoas, por qualquer causa mortis, exceto os óbitos derivados do Covid-19, devendo estes serem realizados exclusivamente no período diurno com duração limitada ao máximo de 01 (hora), visando garantir que o sepultamento se dê no mesmo dia do óbito; que os falecidos em decorrência da Covid-19 sejam sepultados imediatamente, tão logo seja liberado o corpo, sendo determinantemente proibida a realização de velório e que os envolvidos em todo o processo obedeçam as recomendações de utilização de Equipamento Individual de Proteção - EPI's."

A empresa destaca ainda, que o Cemitério Jardim Eterno permanece funcionando 24 horas por dia para realização de sepultamentos noturnos em caso de necessidade. 

A Funerária São Francisco, empresa do Grupo Plasfran, como fiel cumpridora de suas responsabilidades, põe em prática todas as medidas acima descritas e se coloca a disposição para quaisquer esclarecimentos. 

Grupo Plasfran
Rua: Dr. João Tomé, 867 - centro de Camocim. Telefone: 88 3621-0044

Restaurantes e bares se preparam para retomar atividades a partir de 22 de junho

Foto: André Martins

Restaurantes e bares de Fortaleza se preparam para retomar as atividades a partir do dia 22 de junho, na segunda fase do processo de flexibilização das atividades econômicas definido pelo Governo do Estado em paraceria com as entidades representativas. De acordo com a proposta do Governo, os restaurantes devem funcionar com, no máximo, 15 mesas para que se mantenha distância segura entre os frequentadores.
A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) questiona o calendário e o número de mesas. De acordo com o empresário Rodolphe Trindade, presidente da entidade, os restaurantes deveriam ser autorizados a funcionar já na primeira fase, uma vez que os trabalhadores precisarão ter onde se alimentar. 
"Em outros estados que já reabriram parte de sua economia, os que não colocaram os restaurantes abertos para atender os trabalhadores, tiveram grandes aglomerações em supermercados e padarias, o que ocasionou sérios riscos à saúde dos mesmos e possíveis aumentos nos índices de casos de contaminações", ressaltou em ofício encaminhado ao governador Camilo Santana.

De acordo com o cronograma de retomada das atividades da economia anunciado na tarde desta quinta-feira, 28, o bares e restaurantes estão incluídos a partir da 2° fase de funcionamento de 22 de junho a 6 de julho (segunda fase de retomada gradual (13 cadeias de menor risco, sem limitações, além de comércio em shoppings e serviços).

Via Diário do Nordeste

Eleito como bolsonarista, deputado cearense aponta esquema de ‘fake news’ ligado ao Planalto


Em depoimento prestado em juízo, o deputado federal Heitor Freire (PSL/CE), que já integrou um núcleo próximo ao presidente Bolsonaro, revelou a existência de um grupo conhecido como “gabinete do ódio”. O grupo coordenaria ações nacionais e regionais de propagação de 'fake news' e ataques a figuras públicas e instituições. As informações prestadas pelo parlamentar cearense constam na argumentação presente na decisão de hoje, do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que resultou em operação da Polícia Federal.  

A ação determinou cumprimento de mandados de busca e apreensão contra blogueiros, parlamentares e empresários, todos com ligações ao governo Bolsonaro e ao próprio Palácio do Planalto.

O inquérito investiga a existência do grupo que, segundo o ministro, coordenaria ações como a “disseminação de notícias falsas, ataques ofensivos a diversas pessoas, às autoridades e às instituições democráticas, dentre elas o Supremo Tribunal Federal, com flagrante conteúdo de ódio, subversão da ordem e incentivo à quebra da normalidade institucional e democrática”, revela o ministro no inquérito ao qual esta coluna teve acesso.  

No depoimento, Heitor Freire, eleito deputado federal em 2018 por meio do movimento bolsonarista no Ceará, confirmou a existência do chamado “gabinete do ódio”, apontando inclusive nomes dentro da estrutura. Segundo Heitor, no depoimento, o grupo “se especializou em produzir e distribuir fake news contra diversas autoridades, personalidades e até integrantes do STF”. A atuação, segue o depoimento, consistia em coordenar nacional e regionalmente a propagação dessas mensagens falsas ou agressivas.  

A estrutura, de acordo com o depoimento que consta no processo, conta com uma grande quantidade de páginas nas redes sociais, “que replicam quase instantaneamente as mensagens de interesse do gabinete”. A organização conta com colaboradores de vários estados, a grande maioria sendo de assessores de parlamentares federais e estaduais.  

As informações que ajudaram no convencimento do ministro Alexandre de Moraes para a operação ocorrida nesta quarta-feira (27) detalham o que seria a atuação dos grupos. Os assessores, segundo disse Heitor à Justiça, administram diversas páginas nas redes e grupos de whatsapp que divulgam postagens ofensivas, quase sempre orientados “pelo aludido grupo de assessores da Presidência” da República. 

No depoimento, o parlamentar, que participou da coordenação do movimento político de direita em Fortaleza e da campanha do presidente Bolsonaro, não cita o Ceará nominalmente como estado em que o esquema se repete. Ele apontou Bahia, Pernambuco, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, embora tenha dito ser provável que aconteça em todos os estados. 

Rompimento 
O distanciamento de Heitor Freire do grupo mais próximo do presidente ocorreu em outubro do ano passado, após o vazamento de uma conversa dele com Bolsonaro. No episódio, Heitor negou que tivesse vazado a conversa, mas a explicação não convenceu os aliados mais próximos de Bolsonaro, inclusive aqui no Ceará, como passaram a tratar Heitor como “traidor”. 
Atualmente, Freire mantém a defesa do governo federal em sua atuação parlamentar, mas de maneira mais discreta. A informação do depoimento dele circulou em grupos de whatsapp de apoiadores de Bolsonaro no Estado, o que despertou a ira de alguns. 

Resposta 
Por meio de sua assessoria de comunicação, o parlamentar confirmou o depoimento prestado, mas preferiu não comentar o assunto.


Via Diário do Nordeste 

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Fóruns de justiça permanecem fechados até 31 de maio

O Conselho Nacional de Justiça(CNJ) determinou que até, 31 deste mês, os Fóruns permaneçam fechados mas com atendimentos virtuais nos seguintes casos:
I- habeas corpus e mandado de segurança;
II – medidas liminares e de antecipação de tutela de qualquer natureza, inclusive no âmbito dos juizados especiais;
III – comunicações de prisão em flagrante, pedidos de concessão de liberdade provisória, imposição e substituição de medidas cautelares diversas da prisão, e desinternação;
IV – representação da autoridade policial ou do Ministério Público visando à decretação de prisão preventiva ou temporária;
V – pedidos de busca e apreensão de pessoas, bens ou valores, interceptações telefônicas e telemáticas, desde que objetivamente comprovada a urgência;
VI – pedidos de alvarás, pedidos de levantamento de importância em dinheiro ou valores, substituição de garantias e liberação de bens apreendidos, pagamento de precatórios, Requisições de Pequeno Valor – RPVs e expedição de guias de depósito;
VII – pedidos de acolhimento familiar e institucional, bem como de desacolhimento;
VIII – pedidos de progressão e regressão cautelar de regime prisional, concessão de livramento condicional, indulto e comutação de penas e pedidos relacionados com as medidas previstas na Recomendação CNJ no 62/2020;
IX – pedidos de cremação de cadáver, exumação e inumação; e
X – autorização de viagem de crianças e adolescentes;
XI – processos relacionados a benefícios previdenciários por incapacidade e assistenciais de prestação continuada.

Via Advogado Marcos Coelho

Cadastro para auxílio emergencial poderá ser realizado nos Correios a partir de junho

A partir de junho, as agências dos Correios serão uma opção para quem quer fazer o cadastro para receber o auxílio emergencial do governo, benefício de R$ 600 mensais (R$ 1,2 mil para mães solteiras) pago a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados para amenizar os impactos do isolamento social adotado devido à pandemia do novo coronavírus. 
Até o sábado, 23, a Caixa Econômica Federal pagou R$ 60 bilhões de auxílio emergencial, somadas as primeiras e segunda parcelas. No total, 55,1 milhões de pessoas receberam a primeira parcela, enquanto a segunda parcela alcançou 30,4 milhões.
Nota divulgada pelos Correios esclarece que o início da prestação de apoio das agências postais neste cadastramento será em junho, mas ainda não tem data definida.
Conforme a nota, "as agências estão, nesse momento, em processo de adaptação dos sistemas para realização do serviço.” A estatal promete que “a data de início do atendimento, as formas de acesso da população e demais procedimentos serão amplamente divulgados pelos canais oficiais da empresa".

Diário do Nordeste

Pelo menos 10 policiais militares de Camocim testaram positivo para Covid-19

Acostumados a arriscar as próprias vidas para proteger a população contra criminosos, os policiais militares agora atuam também em barreiras sanitárias, blitze, abordando e orientando a população acerca da pandemia e por isso estão na linha de frente do combate ao Coronavírus. Além da pistola e do colete balístico, agora também faz necessário o uso da máscara e do álcool gel. 
Apesar de serem instruídos pelo alto escalão da corporação sobre as medidas de prevenção que cada militar deve ter, bem como na higienização das viaturas, infelizmente vários pm’s estão sendo infectados. Não tem como evitar, pois o dia-a-dia é muito dinâmico, são feitas várias abordagens por dia, buscas de armas nos mais variados indivíduos, contato direto corpo a corpo, conduções em viaturas para a Delegacia, conduções em viaturas para unidades de saúde, etc. 

Camocim 

Lamentavelmente pelo menos 10 policiais militares lotados na Companhia da PM de Camocim e no Raio, já testaram positivo para o Covid-19. Outro número expressivo de policiais também se encontra afastado com suspeita da doença e aguardam resultado de exame. Muito difícil a situação. 

“Sem dúvida estaremos sempre ao lado da sociedade nos momentos difíceis e não é nesse que vamos abandona-la. Somos seres humanos, de carne e osso, pais de família, mas vamos continuar arriscando a própria vida em defesa da sociedade”, declarou um soldado anônimo. 

Camocim Polícia 24h/Foto André Martins (Ilustração)

Bairro Boa Esperança em Camocim concentra 30 casos da Covid-19; saiba como agir ao sentir os sintomas

O bairro Boa Esperança em Camocim, sozinho, concentra a segunda maior quantidade de casos da covid-19. Talvez o fato se explique por ser o bairro mais populoso da cidade, mas também pela quantidade de testes que são realizados pelo Posto de Saúde do referido bairro. 

Das seis pessoas internadas em leitos hospitalares, um paciente é morador da Boa Esperança. Os demais internados pertencem ao Cruzeiro (01), Centro (01), Brasília (01), Rodagem do Lago (01) e Nossa Senhora de Fátima (01). 

Atualmente, o centro de Camocim concentra a maior incidência de casos confirmados de Covid-19 com 37 diagnósticos. 

O que fazer ao sentir os sintomas compatíveis com o novo coronavírus

Pessoas de qualquer idade em caso de febre, coriza, congestão nasal, perda de paladar ou ofato deve procurar o posto de saúde mais próximo de casa para ser medicado e notificado como suspeito. O teste é realizado geralmente a partir do 8° dia de sintomas. 

Nos casos de sintomas acima descritos associados com falta de ar frequente é recomendado procurar a Unidade de Pronto Atendimento - UPA 24hs do município. 

Se por acaso o paciente não poder se locomover até o posto de saúde, uma equipe médica deverá comparecer até a residência do paciente. 

André Martins