quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Correios de Camocim pertence a agência de Granja por tempo indeterminado; carteiros enfrentam viagens diárias

A população de Camocim completará 8 meses sem o atendimento dos Correios no município desde o incidente que ocasionou a interdição do prédio histórico que abrigava a agência local. O fato ocorreu no dia 15 de abril do corrente ano. 

Na porta da antiga agência, um comunicado informa que os serviços dos Correios de Camocim foram transferidos para a agência de Granja por tempo indeterminado. 

Segundo informações obtidas pelo CPN, o volume de correspondências da Ag. Camocim é três vezes maior do que a as de Granja, o que gera um acúmulo de serviço as equipes. 

Camocimeses relatam, atraso nas entregas na cidade, horários reduzidos no atendimento em Granja e outros transtornos na retirada de encomendas e correspondências. 

A mudança para Granja impôs rotina de viagens diárias para carteiros precisam pegar as correspondências na Ag e realizar a entrega em Camocim. Os profissionais viajam de moto, carros e até transporte coletivo para cumprirem suas escalas de trabalho. 

Entidade ligada à categoria e membros do legislativo de Camocim reivindicam que a empresa Correios e Telégrafos possa apresentar uma solução escolhendo um prédio provisório para abrigar a agência Camocim, porém, autarquia e poder executivo municipal parecem ter cruzado os braços para a demanda. 

André Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário